O professor Gustavo Beirão começou a atuar no Direito Previdenciário no dia dos namorados (12/06) de 1995, quando realmente iniciou um caso de amor com a matéria. Nos termos do art. 5º da Lei 9.032/95[1], foi contratado pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para integrar o grupo de trabalho constituído para revisar 150 mil processos de benefícios rurais na Bahia. No período que durou até 31/12/1998 realizou diligências, fez apuração de fraudes e irregularidades, ministrou treinamento aos novos integrantes e, por fim, coordenou o grupo de trabalho.