A presente obra busca trazer uma reflexão sobre o papel do pro­cesso administrativo previdenciário (PAP) na concretude do di­reito fundamental aos benefícios e serviços da seguridade social. Por ser um tema que afeta toda a sociedade de forma significati­va, investigou-se, em conformidade com os valores que norteiam a seguridade social, como se pode imprimir verdadeira efetivi­dade ao processo administrativo previdenciário. A Administração Pública Federal tem uma atuação vinculada, limitando a forma de agir do agente público diante de determinadas situações, o que nem sempre contribui para a efetivação de direitos. Por isso, a obra também traz dicas e orientações práticas para quem atua no PAP, em cada uma das suas fases, no intuito de otimizar o tempo de análise e facilitar o reconhecimento do Direito pleiteado.

Depreendendo-se o conceito de Direito Previdenciário e sua abrangência, são abordados os principais aspectos do PAP, con­ceituando-o, bem como os princípios a ele aplicáveis. Em seguida são esquadrinhadas as fases do processo administrativo previ­denciário, analisando-se como Administração e administrado podem contribuir para que o PAP possa alcançar o seu objetivo com a maior efetividade possível, dentro de um cenário no qual a efetividade plena ainda não é possível de ser atingida. Por fim, à luz da doutrina do pós-positivismo e da constitucionalização do Direito serão apresentadas propostas visando dar plena efetivi­dade ao PAP em curto, médio e longo prazo.

SUMÁRIO

Capítulo 1 INTRODUÇÃO, p. 17

Capítulo 2 O PROCESSO ADMINISTRATIVO PREVIDENCIÁRIO, p. 23

Capítulo 3 FASES DO PROCESSO ADMINISTRATIVO PREVIDENCIÁRIO, p. 99

Capítulo 4 SOLUÇÕES PARA A EFETIVIDADE DO PROCESSO ADMINISTRATIVO PREVIDENCIÁRIO, p. 159

Capítulo 5 CONCLUSÕES, p. 223

REFERÊNCIAS, p. 227

Comprar